Nanuk (ou “como gritar DOOM!”)

Mais um jogo legal, super divertido, e que tem feito bastante sucesso quando apresento para o pessoal. Eu brinco que é uma mistura sofisticada de purrinha (aquele jogo de palitinhos, muito comum nos bares da vida) e truco.

Nanuk é um jogo de tabuleiro/cartas (ele usa ambos os recursos muito bem), social, em que o blefe e a cooperação dos jogadores são igualmente importantes para conseguir a vitória.

A historinha do jogo é simples: os jogadores são caçadores inuits, que precisam caçar para sobreviverem ao inverno que se aproxima. Cada um, porém, que mostrar que é o mais valente e capaz, e por isso a cada rodada os jogadores apostam quem consegue trazer mais caça para a tribo.

A mecânica é bem interessante também. Há um tabuleiro e, nele representado temos os 4 tipos de caça: o cervo, a ave, o peixe e a foca. Além disso temos um contador para o número de dias e 10 para as apostas. Cada jogador recebe um marcador com dois lados, o do caçador (com duas lanças) e o do DOOM (com a caveira do Nanuk) e três cartas aleatórias representando os animais.

Cada turno corresponde a uma caçada inteira. Todo começo de turno o primeiro jogador então lança uma ficha que representa “a direção que o vento sopra”. Ele vai determinar o giro da rodada naquele turno, horário ou anti-horário. Em seguida, ele aposta quantos animais, de um único tipo, ele acha que é capaz de caçar, e em quantos dias.

O jogador seguinte então aumenta essa aposta. Ele pode aumentar apenas o número de dias, aumentar apenas o número de animais ou ambos. Ele também pode MUDAR o tipo de animal, mas apenas se ele também aumentar a quantidade. O máximo de dias a ser apostado é 12, mas não há limite para o animal apostado.

Tabuleiro com uma aposta improvável de 15 peixes em 4 dias...

Se o jogador seguinte não quiser aumentar a aposta, ele não pode passar. Ele é obrigado a aumentar, ou, se ele achar que a aposta é irreal ele pode pegar a sua ficha e coloca-la do lado do DOOM! O jogo recomenda, nesse momento, que o jogador diga “doom” com a maior ênfase possível.

Quando algum dos jogadores faz isso, encerram-se as apostas. O jogador que fez a última aposta se torna o Líder da Caçada, e é obrigado a caçar. Quem gritou doom é o Líder do Doom. Os outros jogadores então passam a conversar sobre a possibilidade de cumprir a caçada. Cada um deles secretamente coloca sua ficha no lado Doom ou Caçada. Eles podem, nesse momento, blefar, mentir, ou falar a verdade sobre o que eles acham da caçada. Só não pode mostrar ou falar as cartas que tem na mão. Quando todos acabarem, conta-se até já e a escolha de cada um é revelada. Quem botar do lado da caçada, acompanhará o Lider da Caçada. Quem botar do lado do Doom ficará em casa, torcendo para a caçada falhar.

Nesse momento, cada jogador do time Doom coloca uma carta debaixo de sua ficha. Ela será útil apenas no final da caçada. Os jogadores que forem caçar podem botar quantas cartas quiser em uma pilha da caçada, em ordem, na direção do vento, sendo que o líder coloca por ULTIMO. Ele então pega todas as cartas, embaralha de leve e revela. Cada um dos animais mostrados que corresponderem ao animal que foi apostado vale um. Animais de outros tipos não ajudam nem atrapalham a caçada. E, se alguma carta possuir o simbolo do Nanuk, não importa nesse momento.

Para terminar a caçada, o jogador irá revelar uma carta do topo da pilha para cada dia de sua aposta original. Se, ao final dessa contagem os jogadores tiverem pego o número minimo de animais da aposta, eles ganham. Se não conseguirem, eles perdem.

Mas, cuidado. Existe a possibilidade de sair um Nanuk. Se, quando os jogadores estiverem revelando as cartas de dia e aparecere alguma carta com o símbolo do urso polar, danou-se… a caçada falha imediatamente, e para-se de retirar cartas. A menos, claro, que algum dos jogadores tenha botado na pilha de caçada (ou que tenha aparecido antes do Nanuk) um Inuksuk, o talismã, que protege contra o primeiro Nanuk que aparecer.

Os vários marcadores de Nanuk: ficha de Caçada/Doom, direção do vento, marcador do número de dias, fichas com 1/5 animais para serem colocadas no tabuleiro

Ao final da caçada, se o time dos caçadores houver completado a aposta, cada um deles irá pegar um mesmo numero de cartas, incluindo ai as que o time Doom botou antes de a caçada terminar. O jogador que foi o Líder da Caçada escolhe primeiro, seguindo a ordem da direção do vento, até que todos tenham pego o mesmo número de carta. Caso sobre alguma, elas são colocadas no final do baralho, virados para cima, de forma que os jogadores não tem certeza de quando o monte de cartas chegará ao fim.

Caso os jogadores que foram caçar falhem, a divisão se dá igual explicado acima, mas pelos jogadores que apostaram no Doom. Um novo turno se inicia, pelo jogador que era o Líder do lado vitorioso, e cada jogador completa sua mão até ficar com três cartas.

O jogo se encerra quando, durante uma caçada, a pilha de cartas termina e encontra a pilha de descarte, virada pra cima. À partir dai, cada jogadores conta pontos, da seguinte forma: para cada dupla de animais, marca-se 1 ponto. Um conjunto com os 4 animais vale 3. O Inuksuk vale como coringa e quem possuir a maior quantidade de cartas com Nanuks ganha 2 pontos extras.

Pode parecer complicado, mas é extremamente fácil na prática. Como não depende de nenhum texto, é um jogo que mesmo quem não entende inglês pode aprender a jogar. Um exemplo de rodada:

Estão jogando Amanda, Bruno, Carlos, Diogo e Eva. Amanda começa o turno e determina o sentido do jogo (horário). Ela então olha para sua mão e vê três focas. Arriscando, ela decide apostar 5 focas, em 3 dias. Bruno vê suas cartas e não há focas, apenas 2 aves e 1 peixe. Ele então aumenta e muda o tipo de animal: 6 aves em 3 dias. Carlos possui 2 focas e 1 ave, então acha prudente aumentar apenas o número de dias para 4. Diogo, que só tem peixes, aumenta mais um dia. Eva, com 2 aves e uma foca, decide arriscar e aumenta para 7 o número de aves e 6 dias. É a vez de Amanda de novo, e ela olha bem para cada um, faz algumas contas mentais rápidas e grita DOOM!

Agora A é a Lider Doom e E a Líder da Caçada. A coloca uma carta sob seu marcador. E e A tentam convencer os outros a unirem-se ao seu time. B, C resolvem arriscar na caçada, enquanto D ficará apenas assistindo e torcendo contra (ele também coloca uma carta sob seu marcador). B começa a botar as cartas na pilha de caçada (ele bota todas: suas 2 aves contarão para a caçada, e ele espera pegar o peixe para fechar um conjunto), C coloca apenas sua ave e E coloca as suas duas. Ela embaralha, pra não saber quem botou o que e revela para todos. São 5 aves.

Agora, E irá tirar uma carta para cada dia de sua aposta (7). Se tirar duas aves e nenhum Nanuk, seu time sairá vitorioso. Mas, no terceiro dia, aparece uma ave… com o urso polar! Com isso, os dois jogadores do time Doom irão dividir todas as cartas da rodada: as 5 aves e o peixe, as duas que eles colocaram debaixo de seus marcadores (uma de cada jogador) e mais 3 que foram retiradas da pilha no final da caçada. São 9 cartas. A escolherá primeiro uma, depois D, depois A, depois D, até que todos tenham pego 4 cartas. A carta restante vai para o final do baralho, virada pra cima.

Várias cartas: peixe, foca (com Nanuk), Inuksuk e ave (dupla). Das 100 cartas, 24 são bichos (sendo 3 duplas de cada um), 4 são talismãs. E 12 possuem o símbolo do Nanuk

As cartas coletadas por A e D nessa rodada não voltam para a mão, elas ficam à mostra, sobre a mesa, para que os jogadores possam ver quais e quantas são. Elas não voltam mais para o jogo, e contarão pontos no final. Cada jogador completa sua mão para três cartas e A, líder do lado vencedor na última rodada, começará um novo turno.

Nanuk é simples e muito divertido! É um “party game”, então quanto mais gente jogar, mais rápido o jogo e mais chance de as caçadas darem certo.

O único porém, eu diria, é que o jogo requer no mínimo 5 pessoas para funcionar. Dá pra jogar com 4, mas não é tão bom. Menos que isso não funciona. O ideal é 6-8 pessoas, o que é um numero alto e nem sempre há tanta gente disponivel. Ainda assim, é um jogo que tem muitos aspectos a serem considerados: sorte, estratégia, blefe, cooperação.

About Igor "Bone" Toscano

Já foi MIB da SJGames, playtester, tradutor, revisor, organizador de eventos locais. Só falta mesmo publicar um jogo.
This entry was posted in RPG and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s